Recursos Humanos

As novas expectativas de Recursos Humanos

Mudança de foco da HRM

O departamento de Recursos Humanos é responsável pela função organizacional que fornece liderança e conselhos para lidar com todas as questões relacionadas com as pessoas de uma organização. Assim sendo, lida com remuneração, contratação, gestão de desempenho, desenvolvimento de organização, segurança, bem-estar, benefícios, motivação dos funcionários, comunicação, administração e treinamento.

A gestão de RH é também uma abordagem estratégica e abrangente para a gestão das pessoas e da cultura e do ambiente no local de trabalho. Um departamento  de Recursos Humanos eficaz permite que os funcionários contribuam efectiva e produtivamente para a direcção geral da empresa e para a realização dos objectivos e metas da organização.

Porém, a gestão de Recursos Humanos está a afastar-se do pessoal tradicional, da administração e dos papéis transaccionais, que são cada vez mais exteriorizados.

A função de RH agora é esperado para agregar valor à utilização estratégica dos funcionários e para garantir que os programas de funcionários recomendados e implementados impacto do negócio de forma positiva mensurável.

Novas expectativas

Longe vão os dias em que a equipa de RH recebeu orientação da equipa executiva quanto às suas prioridades e necessidades. A equipa de RH deve agora sentar-se na mesa executiva e recomendar processos, abordagens e soluções de negócios que melhorem a capacidade das pessoas da organização para efectivamente contribuir.

O novo papel da gestão de recursos humanos envolve a direcção estratégica e métricas de RM e medições para demonstrar o seu valor. Os funcionários que trabalham em RM devem demonstrar o seu valor, mantendo seu empregador e empresa a salvo de processos judiciais e o caos no local de trabalho resultante. Eles devem executar um acto de equilíbrio para servir todas as partes interessadas de uma organização: clientes, executivos, proprietários, gerentes, funcionários e accionistas.

É difícil subestimar a importância de uma função de GRH eficaz e moderna dentro de uma organização. Um funcionário que se aposentou da HRM há vinte anos não reconheceria a competência e a capacidade das melhores organizações de HRM hoje. Você pode escolher mover sua função de HRM fora dos dias escuros e na luz. As organizações que fazem – são servidas melhor.


taxa de desemprego em Portugal

A taxa de desemprego mantém-se em 12,4% em novembro de 2015

A taxa de desemprego em Portugal manteve-se inalterada em Novembro em relação ao mês anterior. Situou-se em 12,4% da população activa, de acordo com estimativas do Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com estimativas divulgadas, em Novembro de 2015, houve um total de 636.900 desempregados Português. Isto é, mais 3.000 do que em Outubro.

A população ocupada totalizou 4,48 milhões, valor que se manteve “praticamente inalterado” a partir do mês anterior, e a taxa de emprego situou-se nos 57,4%.

Especificações da taxa de desemprego em Portugal

O INE adianta que o crescimento da população empregada ocorreu entre os homens (0,4%). Enquanto que o número de mulheres empregadas diminuiu um 0,4%.

Com isso, a taxa de desemprego entre os homens (12,2%) situou-se cinco décimos acima que a das mulheres (12,7%).

Por idade, o emprego aumentou entre as pessoas com idades entre 45-64 anos (0,1%), mas diminuiu acentuadamente entre os jovens de 15 a 24 anos (0,8%).

A taxa de desemprego entre os jovens subiu um ponto em relação ao mês de Outubro e situou-se nos 33,4%. Representando assim num aumento de mais de 4.000 jovens desempregados.

Em paralelo com a sua recuperação económica, Portugal tem reduzindo gradualmente a sua desemprego a partir do pico de quase 18% em 2013.

Esta queda no desemprego também contribuiu para o declínio da força de trabalho no país desde 2010, tanto pela emigração em massa (estimado em cerca de meio milhão, 5% da população), como o crescimento natural negativo (a diferença entre nascimentos e mortes).